A PROTEÇÃO DO DIREITO À HABITAÇÃO NO TRIBUNAL EUROPEU DE DIREITOS DO HOMEM: UMA ANÁLISE JURISPRUDENCIAL

  • Alexandra Aragão Universidade de Coimbra
Palavras-chave: Direito à habitação, Proteção ambiental, Tribunal Europeu de Direitos do Homem

Resumo

O presente artigo visa aprofundar a compreensão dos contornos do direito à habitação, em intenso diálogo com a jurisprudência do Tribunal Europeu de Direitos do Homem, por considerar que a interpretação dada pelo Tribunal Europeu ao direito humano consagrado no artigo 8º da Convenção Europeia não pode deixar de influenciar fortemente a jurisprudência dos tribunais superiores dos Estados Membros do Conselho da Europa. A evolução interpretativa do referido dispositivo tem contribuído para o desenvolvimento de uma proteção ambiental mais efetiva no sistema europeu. Com efeito, somente depois de percorrerem, durante décadas, os complexos trilhos judiciais e extrajudiciais da Justiça Estadual é que milhares de afetados por violações flagrantes do direito a um ambiente são conseguem o direito de tentar demonstrar perante o Tribunal Europeu de Direitos do Homem a gravidade da ingerência na habitação. Ao mesmo tempo, fica demonstrada a absoluta insuficiência das medidas previstas, prometidas ou adotadas pelos poderes públicos. A metodologia utilizada será indutiva, com uma análise jurisprudencial do Tribunal Europeu. Conclui-se que a seriedade de injustiças territoriais que decorrem da violação do direito ambiental à habitação exige instrumentos jurídicos mais eficazes, prospetivos e não reativos, que reflitam novas abordagens, preventivas e não reparatórias.

Biografia do Autor

Alexandra Aragão, Universidade de Coimbra

Doutorada em Ciências Jurídico-políticas na área de Direito do Ambiente, é Professora Associada da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, membro do Observatório Jurídico Europeu da Rede Natura 2000 e das águas, pertence ao conselho científico do European Law Forum e é trustee do grupo de especialistas de Direito Europeu do Ambiente Avosetta.org.

Referências

ARAGÃO, Alexandra. Ensaio sobre a prospetividade no Direito Administrativo do Ambiente. A protecção jurídica do futuro. In: VITAL, Fezas; SOARES, Rogério. Cadernos do Centenário do Boletim da Faculdade de Direito, Instituto Jurídico, Conferências, Direito Administrativo, 2016, p. 93-128.

ARAGÃO, Alexandra. O mapeamento dos serviços culturais dos ecossistemas e a deteção de injustiças territoriais. In: _______ (Org.). As infraestruturas de dados espaciais e outras ferramentas de apoio a uma decisão justa. Instituto Jurídico, Coimbra, 2018, p. 105-118.

CANOTILHO, Gomes. Relações jurídicas poligonais, ponderação ecológica de bens e controlo judicial preventivo. Revista Jurídica do Urbanismo e do Ambiente, n. 1, 1994, p. 55-66.

COUNCIL OF EUROPE, Directorate of the Jurisconsult. Right to respect for private and family life, home and correspondence: Guide on Article 8 of the European Convention on Human Rights. Strasbourg, 2018.

TOBLER, Waldo. A Computer Movie Simulating Urban Growth in the Detroit Region. Economic Geography, Vol. 46, Supplement: Proceedings. International Geographical Union. Commission on Quantitative Methods, June 1970, p. 234-240. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/pdf/143141.pdf.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Paris: ONU, 1948.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Pacto Internacional dos Direitos Económicos, Sociais e Culturais. Nova Iorque: ONU, 1966

PORTUGAL. [Constituição (1976)]. Constituição da República Portuguesa de 1976. Lisboa: Assembleia Nacional Constituinte, 1976.

UNIÃO EUROPEIA. Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia. Nice: Parlamento Eurpeu, 2000.

UNIÃO EUROPEIA. Convenção Europeia dos Direitos do Homem e Liberdades Fundamentais. Roma: Conselho da Europa, 1950.

UNIÃO EUROPEIA. Diretiva 2012/18/UE de 4 de julho de 2012 relativa ao controlo dos perigos associados a acidentes graves que envolvem substâncias perigosas. Estrasburgo: Parlamento Europeu, 2012.

GERECHTSHOF DEN HAAG. The State of the Netherlands v. Urgenda Foundation, n. 200.178.245/01, julgado em 9 out. 2018. Disponível em https://www.urgenda.nl/wp-content/uploads/ECLI_NL_GHDHA_2018_2610.pdf. Acesso em: 14 mar. 2020.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Apanasewicz c. Pologne, n. 6854/07, julgado em 3 maio 2011.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Băcilă c. Roumanie, n. 19234/04, julgado em 30 mar. 2010.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Bor v. Hungary, n. 50474/08, julgado em 18 jun. 2013.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Borysiewicz v. Poland, n. 71146/01, julgado em 1 jul. 2008.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Cordella et Autres c. Italie, n. 54414/13 et 54264/15, julgado em 24 jan. 2019.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Deés v. Hungary, n. 2345/06, julgado em 9 nov. 2010.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Di Sarno and others v. Italy, n. 30765/08, julgado em 10 jan. 2012.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Dubetska and others v. Ukraine, n. 30499/03, julgado em 10 fev. 2011.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Dzemyuk v. Ukraine, n. 42488/02, julgado em 4 set. 2014.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Fadeyeva v. Russia, n. 55723/00, julgado em 9 jun. 2005.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Fagerskiold Lars and Astrid Fägerskiöld v. Sweden, n. 37664/04, julgado em 26 fev. 2008.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Flamenbaum et Autres c. France, n. 3675/04 et 23264/04, julgado em 13 dez. 2012.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Furlepa Janina Furlepa v. Poland, n. 62101/00, julgado em 18 mar. 2008.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Giacomelli v. Italy, n. 59909/00, julgado em 2 nov. 2006.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Giuseppina Smaltini c. Italie, n. 43961/09, julgado em 24 mar. 2015.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Greenpeace E. V. and others v. Germany, n. 18215/06, julgado em 12 maio 2009.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Grimkovskaya v. Ukraine, n. 38182/03, julgado em 21 jul. 2011.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Guerra and others v. Italy, n. 116/1996/735/932, julgado em 19 fev. 1998.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Halina Walkuska v. Poland, n. 6817/04, julgado em 29 abr. 2008.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Hardy and Maile v. The United Kingdom, n. 31965/07, julgado em 14 fev. 2012.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Hatton and others v. The United Kingdom, n. 36022/97, julgado em 8 jul. 2003;

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Ivan Atanasov v. Bulgaria, n. 12853/03, julgado em 2 dez. 2010.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Kolyadenko and others v. Russia, n. 17423/05, 20534/05, 20678/05, 23263/05, 24283/05 and 35673/05, julgado em 28 fev. 2012.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Kyrtatos v. Greece, n. 41666/98, julgado em 22 maio 2003;

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Lopez Ostra v. Spain, n. 16798/90, julgado em 9 dez. 1994.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. María Isabel Ruano Morcuende c. Espagne, n. 75287/01, julgado em 6 set. 2005.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Martínez Martínez et Pino Manzano c. Espagne, n. 61654/08, julgado em 3 jul. 2012.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Mcginley and Egan v. The United Kingdom, n. 10/1997/794/995-996, julgado em 9 jun. 1998.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Mileva and others v. Bulgaria, n. 43449/02 and n. 21475/04, julgado em 25 nov. 2010.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Moreno Gomez v. Spain, n. 4143/02, julgado em 16 nov. 2004.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Nikola Ivanov Galev and others v. Bulgaria, n. 18324/04, julgado em 29 set. 2009.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Oluić v. Croatia, n. 61260/08, julgado em 20 maio 2010.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Powell and Rayner v. The United Kingdom, n. 9310/81, julgado em 21 fev. 1990.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Pretty v. The United Kingdom, n. 2346/02, julgado em 29 abr. 2002.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Tătar c. Roumanie, n. 67021/01, julgado em 27 jan. 2009.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Udovičić v. Croatia, n. 27310/09, julgado em 24 abr. 2014.

TRIBUNAL EUROPEU DOS DIREITOS DO HOMEM. Zammit Maempel v. Malta, n. 24202/10, julgado em 22 nov. 2011.

Publicado
20-10-2020
Como Citar
Aragão, A. (2020). A PROTEÇÃO DO DIREITO À HABITAÇÃO NO TRIBUNAL EUROPEU DE DIREITOS DO HOMEM: UMA ANÁLISE JURISPRUDENCIAL. Revista Jurídica Da FA7, 17(2), 161-182. https://doi.org/10.24067/rjfa7,17.2:1295