LAQUEADURA COMPULSÓRIA: ANÁLISE DA TRANSDISCIPLINARIDADE DO “CASO JANAÍNA” A PARTIR DO ESTUDO ETNOGRÁFICO REALIZADO POR PAULA MIRÁGLIA

  • Fabrício Veiga Costa UNIVERSIDADE DE ITAÚNA
  • Daniele Aparecida Gonçalves Diniz Mares UNIVERSIDADE DE ITAÚNA
Palavras-chave: Laqueadura compulsória, Etnografia, Transdisciplinaridade, Dignidade da mulher

Resumo

Constitui objeto da presente pesquisa estudar o “caso Janaína”, decidido pelo Judiciário do Estado de São Paulo, que em primeiro grau de jurisdição determinou a laqueadura compulsória de uma mulher moradora de rua e em condição de vulnerabilidade. Após a efetivação da medida foi dado provimento ao recurso proposto contra a referida decisão. A pergunta problema proposta foi a seguinte: permitiu-se a construção dialógica, multidimensional e transdisciplinar do provimento final de mérito, especificamente por se tratar de lide envolvendo pessoa em situação de vulnerabilidade? Por meio de estudos etnográficos realizados a partir da obra de Paula Miráglia, verificou-se que no presente caso o magistrado e o representante do Ministério Público, em primeiro grau de jurisdição, decidiram o mérito da pretensão baseado em argumentos jurídicos estritamente técnicos, pautados em juízos apriorísticos, hipotéticos e num modelo de jurisdição autocrática, fundada no protagonismo judicial. Não foi assegurado o direito de Janaína participar efetivamente da construção do mérito processual, assumindo o papel de mera coadjuvante, pois o laudo técnico-psicológico foi produzido apenas para justificar pressupostamente a decisão autocrática tomada em primeiro grau de jurisdição. Por meio da pesquisa bibliográfica e documental, análises temáticas, teóricas, interpretativas e críticas, concluiu-se que o olhar transdisciplinar dos pontos controversos da demanda garante a formação democrática e participada do mérito, bem como a proteção dos direitos fundamentais de pessoas em situação de vulnerabilidade.

 

Biografia do Autor

Fabrício Veiga Costa, UNIVERSIDADE DE ITAÚNA

Professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Proteção dos Direitos Fundamentais da Universidade de Itaúna -MG-. Pós-doutor em Educação pela UFMG. Doutorado e Mestrado em Direito Processual pela PUCMINAS.

Daniele Aparecida Gonçalves Diniz Mares, UNIVERSIDADE DE ITAÚNA

Mestranda em Direito, pela Universidade de Itaúna- UIT, Especialista em Mediação e Arbitragem pela Faculdade de Administração, Ciências, Educação e Letras - FACEL e Graduada pela Universidade de Itaúna- UIT.

Referências

BOURDIEU, Pierre. La noblesse d`État. Grandes écoles et esprit de corps. Paris: Les Éditions de Minuit, 1989.

BRASIL. Constituição da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 12 jan. 2019.

BRASIL. Declaração Universal dos Direitos dos Humanos de 10 dez. 1948. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/pt/resources_10133.html. Acesso em: 27 jan.2019.

BRASIL. Convenção interamericana para prevenir, punir e erradicar a violência contra a mulher, “convenção de belém do Paráde 09 jun. 1994. Disponível em: http://www.cidh.org/Basicos/Portugues/m.Belem.do.Para.htm. Acesso em: 29 jan. 2019

BRASIL. Lei nº 9263 de 12 jan. 1992. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9263.htm Acesso em: 27 jan 2019.

BRASIL. Lei nº 11.340 de 07 ago. 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11340.htm. Acesso em: 27 jan. 2019.

BRASIL. Tribunal de Justiça de São Paulo. Autos nº 10015215720178260. Disponível em: http://esaj.tjsp.jus.br/cjsg/resultadoCompleta.do?dados.buscaInteiroTeor=10015215720178260&tipoDecisaoSelecionados=A&tipoDecisaoSelecionados=R&tipoDecisaoSelecionados=H&tipoDecisaoSelecionados=D. Acesso em: 27 jan. 2019.

CHARTIER, Roger. Diferenças entre os sexos e dominação simbólica. Cadernos Pagu (4) 1995, p. 37-47. Disponível em https://2aopiniao.milharal.org/files/2013/09/cadpagu_1995_4_4_CHARTIER.pdf. Acesso em 22 mar. 2019.

COSTA, Fabrício Veiga. Mérito Processual: a formação participada nas ações coletivas. Belo Horizonte: Arraes, 2012.

COSTA, Fabrício Veiga. A consciência do julgador no ato de decidir: um estudo crítico sob a ótica da processualidade democrática. In: NEVES, Isabela Dias; COSTA, Fabrício Veiga. Pes-quisa jurídica no Estado Democrático: I Encontro Interinstitucional de iniciação científica em direito. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2017.

GUSTIN, Miracy; PELLEGRINI, Ada; ASSAGRA, Gregório. Belo Horizonte, Direitos funda-mentais das pessoas em situação de rua. Belo Horizonte: D´Placido, 2014.

GUSTIN, Miracy Barbosa de Souza. Justiça política: conceito a partir de olha- res sobre a ex-clusão e o risco social. Revista Brasileira de Estudos Políticos | Belo Horizonte | n. 114 | pp. 409-423 | jan./jun. 2017. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/repositorio/bibliotecaDigital/22298_arquivo.pdf. Acesso em 14 jan. 2019.

GUSTIN, Miracy Barbosa de Souza; GONTIJO, Lucas de Alvarenga; MAGALHÃES, José Luiz Quadros de; MORAIS, Ricardo Manoel de Oliveira Org. Rompimento Democrático do Bra-sil: teoria política e crise das instituições públicas. Belo Horizonte: D´Placido, 2017.

FORNASIER, Mateus de Oliveira. Transdisciplinaridade e teoria dos sistemas autopoiéticos: convergências interessantes para a observação jurídica da complexidade Cadernos de Pesqui-sa Interdisciplinar em Ciências Humanas Vol. 16 N. 109, jul./dez. 2015.

MARTINI, Sandra Regina; SZINVELSKI, Mártin Marks. Um enfoque transdisciplinar para análise da complexidade do Direito à Saúde. Caderno Ibero-Americano de Direito Sanitá-rio, Brasília, 5(4):156-176, out./dez, 2016.

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Curso de direitos humanos– 5. ed., rev. atual. ampl. – Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: MÉTODO, 2018.

MIRÁGLIA. Paula. Aprendendo a lição. Uma etnografia das Varas Especiais da Infância e da Juventude. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002005000200005#nt01. Acesso em: 27 jan. 2019.

NICOLESCU, Basarab. O manifesto da transdisciplinaridade. 2001. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4147299/mod_resource/content/1/O%20Manifesto%20da%20Transdisciplinaridade.pdf. Acesso em: 27 jan. 2019.

PIOVESAN, Flávia, Direitos humanos e o direito constitucional internacional, 14. ed., rev. e atual. – São Paulo : Saraiva, 2013.

WEISSMANN, James. Husband stich, parto e agressão aos direitos fundamentais da mulher em estado de vulnerabilidade. Artigo apresentado e aprovado no VI Seminário Internacional “Direitos fundamentais, jurisdição e processo coletivo 30 anos da constituição federal” da Universidade de Itaúna. 2018.

Publicado
27-06-2019
Como Citar
Costa, F. V., & Mares, D. A. G. D. (2019). LAQUEADURA COMPULSÓRIA: ANÁLISE DA TRANSDISCIPLINARIDADE DO “CASO JANAÍNA” A PARTIR DO ESTUDO ETNOGRÁFICO REALIZADO POR PAULA MIRÁGLIA. Revista Jurídica Da UNI7, 16(1), 79-96. https://doi.org/10.24067/rju7,16.1:900